domingo, 3 de julho de 2011

Você


Às vezes olho para você e me pergunto se você será a pessoa que viverei o resto da minha vida. Observo seu jeito de se comportar, seu jeito de tratar, sua paciência para as minhas infantilidades, estresses e mau-humor. De uma maneira interessante você me envolve, me entende e me ama.

Nenhuma mulher até agora encontrou está fórmula, fórmula de lhe dá comigo, fórmula de saber fazer carinho, fórmula de me entender. Você sabe encostar sua cabeça no meu ombro como ninguém, acariciar minhas mãos como se estivesse cuidando de uma pessoa de cama.

Sua calma às vezes me incomoda, mas é o que faz minha raiva e meus estresses não serem nada diante da tranquilidade e da parcimônia que tratas a vida.  

Fico analisando e vejo uma mulher que tem todo potencial para ser minha esposa, amiga e companheira, mas será que eu também sei lhe fazer feliz da mesma forma que com tanta simplicidade você me faz?

(ADRIANO GUERRA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário